• bannerfull
  • bannerfull

Escola é demolida na cidade de Central; ação revolta moradores

Segundo populares consultados pelo Central Notícia, a revolta maior se dá por que o prefeito municipal não ouve as pessoas.

Algumas escolas que funcionavam em comunidades da zona rural do município de Central, foram fechadas este ano, pela prefeitura local. Os estudantes destas escolas foram remanejados para outros colégios em localidades vizinhas para o ano letivo de 2018. A medida ocorre devido à redução no número de alunos na rede municipal.

 

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), dos 5.565 municípios do Brasil, Central aparece na 4238ª posição na lista. O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) – que é usado pelo (PNUD), é uma medida composta de indicadores de três dimensões do desenvolvimento humano: longevidade, educação e renda.

 

Segundo populares consultados pelo Central Notícia, a revolta maior se dá por que o prefeito municipal não ouve as pessoas, e toma as decisões como se o bem público fosse particular. Outra ação que vem deixando a sociedade indignada é a demolição da escola Iolanda Costa e Silva, que atualmente era a Rui Barbosa.

 

Na rede social, muitos ex-alunos protestaram. “Estudei aí até a quarta série! Que triste ver isso”, postou Mabel Gonçalves. “Estudei aí no Iolanda! Corta o coração contemplar essa imagem”, disse Fábio Souza. “Não há explicação! Vergonha!”, escreveu Sueine Dourado. Segundo algumas pessoas do município, a demolição da escola seria para a construção de uma praça no local. Nenhum preposto da Prefeitura manifestou sobre o assunto.

 

Nesta terça (13), a Prefeitura de Central divulgou nas redes sociais que vai estar entregando ao povoado de Traíras, uma nova escola.

 

As informações são do site Central Notícia

Comentários

Praça Mário Dourado, 78
Centro - Irecê-Ba
Cep: 44900-000
netools comunicação digital
Caraíbas FM - Todos os direitos reservados © - 2018